Perspetiva de Género

A perspetiva de género tem em consideração as diferenças de género quando se observa qualquer fenómeno social, político ou processo
​​​​​​​

Portugal está a desenvolver um conjunto de medidas que visam promover a igualdade de género, assim como a transversalidade da perspetiva do género nas políticas públicas decorrentes, que estão materializadas na Estratégia Nacional para a Igualdade e a Não Discriminação 2018-2030 – Portugal + Igual.

Plano de Ação Setorial para a Igualdade 2019-2021 do Ministério da Defesa Nacional incide nos setores da Defesa Nacional e das Forças Armadas e corresponde a um instrumento dinâmico de medidas que tem como principal objetivo a promoção, fortalecimento e desenvolvimento da igualdade entre homens e mulheres no âmbito do Ministério da Defesa Nacional em especial nos domínios da educação, saúde e contexto de trabalho.

_PERSPETIVA GÉNERO.jpg
​Assim, o Plano Sectorial da Defesa Nacional para a Igualdade, para 2019-2021, assume como seu o lema​ da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas — «Ninguém pode ficar para trás». Norteado pelo Objetivo de Desenvolvimento Sustentável nº 5 — “alcançar a igualdade de género e capacitar todas as mulheres e raparigas” — o Plano concorre para a finalidade de “garantir a participação plena e efetiva das mulheres e a igualdade de oportunidades para a liderança em todos os níveis de tomada de decisão na vida política, económica e pública” (ODS 5).

O Plano está alinhado com os instrumentos nacionais e internacionais nesta matéria, o que permitirá à Defesa Nacional abordar os seus compromissos com a igualdade de forma coordenada, colaborativa e integrada, apoiada em resultados mensuráveis. Assim, ele está alinhado com a Estratégia Nacional para a Igualdade e a Não Discriminação — Portugal + Igual (ENIND), aprovada pela RCM nº 61/2018, com o Programa 3 em linha – Programa para a Conciliação da Vida Profissional, Pessoal e Familiar 2018-2019, bem como com a Resolução nº 1325 do Conselho de Segurança das Nações Unidas sobre Mulheres, Paz e Segurança.

A Defesa Nacional reconhece que as diferentes capacidades, potencialidades e experiências de mulheres e homens trazem perspetivas e modos de pensar distintos e que essa diversidade constitui uma das chaves para a inovação. Assim, ao garantir a igualdade, a Defesa Nacional obtém uma vantagem estratégica, aproveitando o potencial de todas as pessoas e criando um ambiente inclusivo, no qual cada pessoa é valorizada e incentivada a contribuir para a inovação, otimização e sucesso da missão.

Plano Setorial da Defesa Nacional para a Igualdade par​a 2019-2021

Partilhar

Conteúdo