Ir para o conteúdo principal

F-16 portugueses voltam a reforçar policiamento aéreo no Báltico

Esta segunda-feira, o Secretário de Estado Adjunto e da Defesa Nacional, entregou o estandarte nacional aos militares da Força Nacional Destacada ‘Baltics Enhanced Air Policing 2021’

Portal da Defesa na InternetInícioComunicaçãoNotíciasF-16 portugueses voltam a reforçar policiamento aéreo no Báltico

23 de agosto de 2021 - Fonte: Força Aérea

​A cerimónia de entrega do estandarte nacional à Força Nacional Destacada – Baltics Enhanced Air Policing 2021 (F-16), teve lugar esta manhã, na Base Aérea N.º 5, em Monte Real. 

O evento foi presidido pelo Secretário de Estado Adjunto e da Defesa Nacional, Jorge Seguro Sanches, que destacou o empenho dos militares e o sucesso da presença da Força Aérea nas quatro missões anteriores: “a projeção dos militares portugueses para o Báltico tem tido a preocupação de integrar elementos muito diversos na equipa de apoio aos F-16s. Assim, desde as equipas médicas, aos meteorologistas, à manutenção e à comunicação pública, ou ainda aos controladores aéreos, e naturalmente aos pilotos-aviadores – todas estas dimensões se relevaram da maior importância para o sucesso das sucessivas missões nacionais no Báltico, no âmbito da NATO."

No decorrer da sua intervenção, o Secretário de Estado reforçou a importância da “manutenção dos níveis de profissionalismo, preparação e flexibilidade" dos militares agora destacados, numa altura em que a “Aliança Atlântica se empenha na revisão do seu Conceito Estratégico e na adaptação da sua missão aos desafios da próxima década".

Seguro Sanches terminou agradecendo à Força Aérea a disponibilidade contínua no apoio a “instituições locais, projetos ou iniciativas sociais, desportivas", “esforço que continua a granjear importantes dividendos para o país e para a NATO" sendo “uma marca distintiva da presença militar nacional no mundo".

As missões de policiamento do espaço aéreo dos países bálticos têm como objetivo identificar e intercetar aeronaves que não cumpram com as regras internacionais da aviação ou que sejam um potencial risco para o tráfego aéreo e para a segurança coletiva.

A decorrer de 1 de setembro a 30 de novembro de 2021, esta será a quinta participação nacional, envolvendo 84 militares da Força Aérea e quatro aeronaves F-16M, a operar a partir da Base Aérea de Siauliai, na Lituânia.


​​Galeria de Imagens


​​

Partilhar
Conteúdo