Ir para o conteúdo principal

Conferência “Impacto das tecnologias disruptivas na Defesa”

O Ministro da Defesa Nacional defendeu hoje a importância do investimento e regulação da inovação tecnológica na União Europeia.

Portal da Defesa na InternetInícioComunicaçãoNotíciasConferência “Impacto das tecnologias disruptivas na Defesa”

13 de abril de 2021 - Fonte: PPUE 2021

João Gomes Cravinho falou esta manhã numa conferência virtual sobre “o grande e inevitável desafio" das tecnologias disruptivas na Defesa e alertou para a importância de “ter em consideração o impacto destas tecnologias para a defesa e a segurança" e para “os direitos dos cidadãos e sustentabilidade ambiental". 

O ministro português afirmou que estas novas tecnologias, como a análise de grandes dados, a inteligência artificial e os sistemas autónomos, são “uma oportunidade de desenvolvimento de capacidades militares", mas merecem uma “monitorização constante de riscos e oportunidades", devendo ser reguladas e controladas, pelo risco de ameaça que representam. 

João Gomes Cravinho, que interveio na sessão de abertura, defendeu o desenvolvimento de “ecossistemas dinâmicos à volta da Defesa" que mobilizem os melhores recursos das sociedades, afirmando ser necessário o desenvolvimento de políticas direcionadas para as tecnologias disruptivas, assentes em três pontos. 

O primeiro, afirma o ministro, é o estreitamento da cooperação entre a União Europeia e a NATO, que “Portugal apoia ativamente", fazendo o melhor uso possível da cooperação civil-militar e da tecnologia de duplo-uso.

O segundo aspeto passa pela necessidade de apoiar os Estados-Membros da União Europeia no desenvolvimento das suas capacidades nacionais, por forma a “atuarem em igualdade de circunstâncias", e a tomarem o melhor partido das indústrias nacionais, do governo e do meio académico. 

A criação de “fortes sinergias" entre sociedades é o último aspeto relevado por João Gomes Cravinho, fundamental para o desenvolvimento de tecnologias disruptivas e a sua incorporação na defesa e segurança de forma “ágil" e “rápida". 

A conferência “Impacto das tecnologias disruptivas na Defesa" reuniu, em modo virtual, representantes de alto nível dos Ministérios da Defesa, academia, indústria, instituições europeias e NATO, entre eles o Diretor Executivo da Agência Europeia de Defesa, Jiří Šedivý, e o Comandante Supremo de Transformação da NATO, General André Lanata. 

Este evento, de carácter anual, teve organização conjunta do Ministério da Defesa Nacional e da Agência Europeia de Defesa, no âmbito da Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia.


Aceda ao discurso (em inglês) do Ministro da Defesa Nacional aqui.

​​Galeria de imagens


Partilhar
Conteúdo