Ir para o conteúdo principal

2362 militares empenhados em 29 missões internacionais em 2019

Estas missões, no âmbito da NATO, da ONU, da União Europeia, ou de caráter Bilateral e Multilateral, decorreram em países do continente africano, americano, asiático e europeu.

Portal da Defesa na InternetInícioComunicaçãoNotícias2362 militares empenhados em 29 missões internacionais em 2019

10 de janeiro de 2020 - Fonte: EMGFA

No ano de 2019, com empenhamento de militares e meios dos três ramos das Forças Armadas, sob comando operacional do Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas, as Forças Armadas portuguesas estiveram presentes em 29 missões, nas quais foram empenhados 2362 militares, 97 viaturas táticas, 12 navios e 10 aeronaves.

Estas missões, no âmbito da NATO, da ONU, da União Europeia, ou de caráter Bilateral e Multilateral, decorreram em países do continente africano, americano, asiático e europeu. Neste momento estão em curso missões, no âmbito destas alianças, na República Centro-Africana, Iraque, Afeganistão, Kosovo, Somália, Mali, Roménia, Colômbia e São Tomé e Príncipe.

Em território nacional, as Forças Armadas, no âmbito da proteção e salvaguarda de pessoas e bens, realizaram 755 missões, das quais, 95 ações de busca e salvamento, 498 missões de evacuação médica, 32 missões de transporte de órgãos humanos e 130 missões de apoio a banhistas. 

Em apoio à Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, ao Instituto da Conservação da Natureza e Florestas (ICNF) e no âmbito de Protocolos de Cooperação Municipais, foram realizadas 6629 missões, das quais, 592 foram apoios de engenharia nos distritos de Vila Real, Bragança, Lisboa e Faro e 6037 ações de patrulhamento, apoio ao combate a incêndios florestais, vigilância e rescaldo, vigilância das matas nacionais e perímetros florestais e sensibilização das populações nos 18 distritos do território.  

Assim, durante o ano de 2019, as Forças Armadas totalizam 7384 missões, com empenhamento de 31690 militares, em apoio direto às populações e aos seus bens, o que permitiu salvar 756 vidas humanas.

No âmbito do apoio militar de emergência, foram realizadas quatro operações. Em Moçambique, na sequência da passagem do Ciclone IDAI, foram projetados 41 militares para a região e empenhados 3 meios aéreos. No seguimento da passagem do furacão LORENZO pelos Açores, foram empenhados 294 militares, 3 meios navais e 2 meios aéreos, para restabelecer a operacionalidade do Porto das Lajes das Flores e apoiar com bens de primeira necessidade a população da ilha das Flores e do Corvo. No âmbito da greve de motoristas de matérias perigosas e consequente crise energética, foram empenhados 120 militares. Já no fim do ano, em dezembro, foram empenhadas uma equipa de Fuzileiros e uma equipa do Exército, compostas por 14 e 9 militares respetivamente, na sequência das cheias que assolaram várias zonas do país. ​

Partilhar
Conteúdo