Ir para o conteúdo principal

Portal da Defesa na Internet
Primeira conferência de estabelecimento do GEOMETOC como Centro de Excelência

09 de outubro de 2019

O Instituto Hidrográfico recebe nos dias 9 e 10 de novembro a 1.ª conferência de estabelecimento do NATO Maritime GEOMETOC como Centro de Excelência.

Portal da Defesa na InternetInícioComunicaçãoNotíciasPrimeira conferência de estabelecimento do GEOMETOC como Centro de Excelência

O Instituto Hidrográfico recebe nos dias 9 e 10 de outubro ​a 1ª conferência de estabelecimento do NATO Maritime GEOMETOC como Centro de Excelência. Antes do início dos trabalhos, o Ministro da Defesa sublinhou a importância do Oceano Atlântico, espaço de diálogo, liberdade e de segurança, para a Aliança e para o país.

A presença de representantes do Comando Supremo da Aliança para a Transformação (SACT), do Comando Marítimo (MARCOM) e dos seguintes países aliados: Alemanha, Bélgica, Canadá, Dinamarca, Eslovénia, Estados Unidos da América, Holanda, Itália, República Checa e Turquia demonstra o interesse desta iniciativa de aproveitar o conhecimento avançado que existe na Marinha nas áreas de informação, geoespacial, meteorologia e oceanografia, considerou o Ministro, que fez votos que desta conferência de dois dias saiam contributos que auxiliem Portugal a desenvolver um centro que responda eficazmente aos desafios marítimos crescentes da Aliança.

Para João Gomes Cravinho, a candidatura do GEOMETOC a Centro de Excelência corresponde às atuais e futuras necessidades da NATO em reafirmar a sua postura marítima e de alocar mais recursos no cerne dos interesses estratégicos da Aliança, vital para as linhas de comunicação e a razão de ser política da aliança: o Oceano Atlântico.

O Ministro recordou o empenho de Portugal noutras iniciativas para manter o Atlântico como espaço de diálogo, liberdade e segurança como o Centro de Defesa para o Atlântico, que se espera que reforce a capacidade de resposta dos países atlânticos a extremismos e violência, catástrofes naturais e atividades ilícitas no mar. Portugal acolherá em 2020 a Conferência das Nações Unidas dos Oceanos e durante a Presidência da União Europeia, em 2021, as relações EU-África foram elegidas como prioridade, sendo uma oportunidade para responder às fontes de insegurança marítima. 

Num contexto internacional crescentemente volátil, quando conhecimento e tecnologia proporcionam uma vantagem estratégica, o compromisso com a transformação da aliança tem de ser valorizado e é isso que este centro pretende fazer, transmitiu o Ministro Gomes Cravinho, destacando as capacidades tecnológicas e os ganhos militares que o GEOMETOC poderia trazer para os Aliados, esperando que este seja um hu​b de peritos.​

Os Centro de Excelência NATO, não integram a estrutura de comando da Aliança, podem ser patrocinados por uma ou mais nações que oferecem experiência e conhecimento reconhecido que pode beneficiar a NATO, sobretudo no apoio à transformação. Atualmente existem 25 centros acreditados.​

Partilhar

Conteúdo