Ir para o conteúdo principal

Portal da Defesa na Internet
Ministro distingue diversas personalidades com a medalha da Defesa Nacional

11 de outubro de 2019

Os 14 condecorados, militares e civis, foram reconhecidos pelo seu sentido de missão e contributo para a valorização da Defesa Nacional

Portal da Defesa na InternetInícioComunicaçãoNotíciasMinistro distingue diversas personalidades com a medalha da Defesa Nacional

O ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, distinguiu hoje 14 personalidades, militares e civis, com a Medalha da Defesa Nacional, numa “homenagem simbólica” e para dar testemunho público do seu reconhecimento a um conjunto de personalidades que, em vários quadrantes, se distinguiram pelo contributo em matérias consideradas como prioritárias nos últimos anos.

“Trata-se de uma questão de elementar justiça reconhecer que tudo aquilo que correu bem ao longo destes anos”, “assim correu porque houve outros, militares e civis, que se esforçaram, que se superaram, que deram do seu melhor e que honraram os seus compromissos”, explicou o Ministro da Defesa Nacional, garantindo que não se esquece, contudo, de “tantos outros, milhares de outros, trabalham também, quotidianamente, no anonimato, merecendo igualmente o nosso reconhecimento e a nossa homenagem”.

Aos deputados, Marco António Costa (PSD), João Soares, Miranda Calha (PS), João Rebelo (CDS) e António Filipe (PCP), agradeceu contributo que deram ao longo dos seus mandatos “para a dignificação da Defesa Nacional e para um saudável diálogo interinstitucional. Só assim foi possível fazer aprovar a Lei de Programação Militar e a Lei de Infraestruturas Militares, com amplos consensos, e estabelecer uma base sólida de confiança que, estou certo, perdurará”.

Ao Presidente do Concelho onde se situam os Regimentos de Comando e de Artilharia Antiaérea 1, a Academia da Força Aérea, o Museu do Ar e onde se situará o futuro Centro Multinacional de Helicópteros, Basílio Hora, deixou uma palavra de “grande apreço pela estreita cooperação desenvolvida com a Câmara Municipal de Sintra”.

A participação das Forças Armadas, de forma dedicada e abnegada, em missões de salvaguarda do bem-estar das populações foi a razão para atribuir a medalha ao Major-general Paulo Guerra pelo trabalho desenvolvido no âmbito do Comando da Gestão Centralizada de Meios no Combate aos Incêndios Rurais pelo primeiro ano e para agraciar o Contra-almirante Dores Aresta, reconhecendo a sua ação determinante na operação “São Cristóvão”, durante a crise energética do passado mês de agosto.

No plano internacional, foram distinguidos o Vice-almirante Silvestre Correia, pela sua ação como chefe da missão militar da NATO e da União Europeia, o Major-general Hermínio Maio, que não pôde estar presente, pelo comando da missão de formação e treino da União Europeia na República Centro-Africana, e o comandante Dias Martins, como responsável pela área do planeamento e operações do Comando-geral da Polícia Marítima, pelo papel crítico nas missões da Frontex no Mediterrâneo, nas quais os agentes portugueses já resgataram mais de 6000 vidas humanas.

“Igualmente determinante foi a ação da equipa da Direção-Geral de Recursos da Defesa Nacional, liderada pelo Coronel Vítor Borlinhas, nos seus esforços de valorização da Profissionalização do Serviço Militar, na divulgação do Dia da Defesa Nacional e em todas as atividade que procuram dar resposta ao enorme desafio dos efetivos das Forças Armadas”, reconheceu o Ministro João Gomes Cravinho, enaltecendo identicamente “o trabalho muito meritório e incansável da Major Diana Morais, na promoção do princípio da igualdade na Defesa Nacional e na criação de uma visão nacional sobre questões de género e defesa”.

O contributo do Professor Doutor Afonso de Albuquerque para o tratamento e reconhecimento do Stress Pós-Traumático de Guerra, em Portugal, enquanto doença incapacitante, passos determinantes na mudança de mentalidades e na mudança de legislação, justificaram ainda a atribuição da Medalha de Defesa Nacional ao médico.

O Ministro João Gomes Cravinho agradeceu aos 14 distinguidos o profundo sentido de missão e o contributo para a valorização da Defesa Nacional que é também a valorização do país.

Partilhar

Conteúdo