Ir para o conteúdo principal

Ministros da Defesa Nacional e da Saúde visitam equipa de apoio ao novo Coordenador da Task Force para a Vacinação contra a Covid-19

Os Ministros da Defesa Nacional e da Saúde visitaram o Comando Conjunto para as Operações Militares, onde está instalado o grupo de apoio ao novo Coordenador da Task Force do Plano Nacional de Vacinação contra a Covid-19, Vice-Almirante Gouveia e Melo

Portal da Defesa na InternetInícioComunicaçãoNotíciasMinistros da Defesa Nacional e da Saúde visitam equipa de apoio ao novo Coordenador da Task Force para a Vacinação contra a Covid-19
12 de fevereiro de 2021

Os Ministros da Defesa Nacional e da Saúde visitaram esta sexta-feira o Comando Conjunto para as Operações Militares, em Oeiras, onde está instalado o grupo de apoio ao novo Coordenador da Task Force do Plano Nacional de Vacinação contra a Covid-19, Vice-Almirante Gouveia e Melo. 

A equipa é composta por cerca de 20 militares dos 3 ramos das Forças Armadas, pertencentes à Força de Reação Imediata, que auxiliam Gouveia e Melo nas áreas de planeamento estratégico, coordenação, gestão corrente e comunicação.  A estrutura inclui oficiais de ligação nas cinco Administrações Regionais de Saúde, nos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, na Direção-Geral da Saúde, no Serviço de Utilização Comum dos Hospitais e na Sala de Situação, instalada no Ministério da Saúde. É na Sala de Situação, que se encontra a operar o coração da chamada Task Force, uma estrutura multidisciplinar constituída por elementos do Ministério da Saúde, especialistas, Forças Armadas, PSP e GNR que acompanham e controlam em tempo real a chegada e distribuição das vacinas e os postos de vacinação.

No final da visita, o Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, saudou o empenho e trabalho quem tem sido realizado pelas “Forças Armadas ao serviço da Saúde" no combate à pandemia. Aos jornalistas, a Ministra da Saúde, Marta Temido, expressou reconhecimento público pelo apoio desenvolvido pelo Ministério da Defesa Nacional e pelas Forças Armadas na resposta nacional à Covid-19, sublinhando que as competências logísticas dos militares “são essenciais" para robustecer e aperfeiçoar e processo de vacinação.

A governante lembrou ainda o contributo do Hospital das Forças Armadas para reforçar a capacidade assistencial do Serviço Nacional de Saúde e o apoio que os militares têm desenvolvido na realização dos inquéritos epidemiológicos. 


​​

Partilhar
Conteúdo