Ir para o conteúdo principal

Ministro visita a Escola de Tecnologias Navais

Estabelecida em outubro de 2004, a Escola de Tecnologias Navais tem por missão principal a formação técnico-profissional dos militares da Marinha.

Portal da Defesa na InternetInícioComunicaçãoNotíciasMinistro visita a Escola de Tecnologias Navais
07 de janeiro de 2020

​Com mais de 50 mil horas de formação anuais e mais de 400 cursos, de curta e longa duração, a Escola de Tecnologias Navais, na Base Naval de Lisboa, recebeu esta terça- feira a visita do Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, e da Secretária de Estado de Recursos Humanos e Antigos Combatentes, Catarina Sarmento e Castro.

Durante a visita, que contemplou uma visita às instalações e uma demonstração de capacidades na área da limitação de avarias, João Gomes Cravinho destacou a importância que a Escola desempenha na formação de militares e civis, “de forma a corresponder às mudanças da sociedade e às novas missões que a Marinha vai desenvolvendo”.

Estabelecida em outubro de 2004, a ETNA tem por missão principal a formação técnico-profissional dos militares da Marinha.  Colabora ainda na formação de militares de outros ramos das Forças Armadas e de outros países, bem como de militarizados e civis e entidades externas à Marinha, como o Grupo Jerónimo Martins.

Com um vasto catálogo de mais de 300 cursos, em 21 áreas diferentes de formação, o programa de ensino da Escola de Tecnologias Navais, a par das restantes instituições de ensino da Marinha, tem vindo a sofrer transformações para corresponder ao Catálogo Nacional de Qualificações, o que para o Ministro da Defesa Nacional representa “uma mais-valia”, pois permite “criar condições para que os marinheiros tenham as suas qualificações reconhecidas para exercer profissões na vida civil”.

Durante o dia, o Ministro da Defesa Nacional e a Secretária de Estado de Recursos Humanos e Antigos Combatentes, acompanhados pelo Chefe do Estado-Maior da Armada, Almirante Mendes Calado, ficaram também a conhecer com maior detalhe as competências do Centro de Medicina Naval, que tal como a ETNA funciona na Base Naval de Lisboa e que assegura a coordenação dos cuidados de saúde primários, da saúde ocupacional e da medicina preventiva, incluindo o aprontamento de unidades navais e a coordenação dos serviços de saúde das diferentes unidades.

O Centro de Medicina Naval oferece ainda cuidados de saúde oral e fisioterapia.

O evento terminou com uma cerimónia de evocação a Fernão de Magalhães e descerramento de um busto do navegador, por ocasião das comemorações do quinto centenário da viagem de circum-navegação.

​​​​Vídeo


​​

​​

​​Galeria de imagens​


​​

Partilhar
Conteúdo