Ir para o conteúdo principal

Gouveia e Melo toma posse como Chefe do Estado-Maior da Armada

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, deu hoje posse, numa cerimónia que teve lugar no Palácio de Belém, ao novo Chefe do Estado-Maior da Armada

Portal da Defesa na InternetDefesa NacionalComunicaçãoNotíciasGouveia e Melo toma posse como Chefe do Estado-Maior da Armada
27 de dezembro de 2021

​O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, deu hoje posse, numa cerimónia que teve lugar no Palácio de Belém, ao novo Chefe do Estado-Maior da Armada (CEMA), almirante Henrique Gouveia e Melo, que substitui no cargo o almirante Mendes Calado.

A tomada de posse de Henrique Gouveia e Melo como Chefe do Estado-Maior da Armada e Autoridade Marítima Nacional, ocorre depois de aprovada, na passada quinta-feira, em Conselho de Ministros, a proposta da nomeação do então vice-almirante para o cargo de CEMA, nomeação que obteve o parecer favorável do Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas, depois de ouvido o Conselho do Almirantado. Nesse mesmo dia Marcelo Rebelo de Sousa promoveu ao posto de almirante Henrique Gouveia e Melo.

Ainda durante a cerimónia, o Presidente da República agradeceu a Mendes Calado pelo seu empenho enquanto CEMA e anunciou a sua condecoração com a Grã-Cruz da Ordem de Cristo.

Marcaram presença no ato de tomada de posse do novo CEMA, o presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, o ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, o chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas, almirante Silva Ribeiro e o chefe do Estado-Maior da Força Aérea, general Joaquim Nunes Borrego. Em representação do Exército esteve presente o Comandante das Forças Terrestres, tenente-general Martins Pereira e em representação da Marinha o vice-Chefe do Estado-Maior da Armada.

A cerimónia contou ainda com a presença da mulher e dos filhos de Henrique Gouveia e Melo.

Henrique Eduardo Passaláqua de Gouveia e Melo nasceu em Quelimane, Moçambique, em 21 novembro de 1960, tendo ingressado na Escola Naval em 7 setembro de 1979.

O novo CEMA fez carreira, durante 22 anos, nos submarinos, onde exerceu diversas funções operacionais, tendo assumido comando nos submarinos Delfim e Barracuda. Gouveia e Melo destacou-se pelo trabalho que desenvolveu nos últimos meses enquanto coordenador da equipa responsável pelo plano de vacinação nacional contra a covid-19.​

Partilhar
Conteúdo