Ir para o conteúdo principal

Forças Armadas distribuem 1500 refeições a pessoas em situação de sem-abrigo

​​O Ministro da Defesa Nacional e o Presidente da República visitaram hoje dois dos três locais, na cidade de Lisboa, nos quais equipas das Forças Armadas distribuem diariamente alimentação sobretudo a pessoas em situação de sem-abrigo. ​

Portal da Defesa na InternetInícioComunicaçãoNotíciasForças Armadas distribuem 1500 refeições a pessoas em situação de sem-abrigo
25 de abril de 2020

​O Ministro da Defesa Nacional e o Presidente da República visitaram hoje dois dos três locais, na cidade de Lisboa, nos quais equipas das Forças Armadas distribuem diariamente alimentação sobretudo a pessoas em situação de sem-abrigo.  

Junto ao Terminal Fluvial, no Cais do Sodré, onde a Marinha entrega cerca de 300 refeições fornecidas pela Câmara Municipal durante a semana e no fim-de-semana pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, João Gomes Cravinho e Marcelo Rebelo de Sousa acompanharam e participaram nesta missão que decorre diretamente da situação de pandemia que o país vive. 

“Nestas circunstâncias é natural que as Forças Armadas tenham dado o apoio fundamental para que não falte comida às pessoas – explicou o Ministro da Defesa Nacional -  porque houve um aumento da procura e do número de pessoas que precisam de ser apoiadas com alimentação", lembrando ainda que se registou “uma diminuição dos apoios porque algumas das instituições que davam esse apoio já não têm capacidade de o fazer". 

Desde o dia 28 de março, já foram distribuídas mais de trinta mil e quinhentas refeições em três locais de distribuição. Além do Cais do Sodré, as equipas de militares estão também na zona da Estefânia e em Santa Apolónia. 

Neste ponto de distribuição, gerido pelo Exército, o Presidente da República destacou que a distribuição de refeições mostra “um sem número de exemplos como as Forças Armadas têm servido Portugal nesta crise". 

Estiveram também presentes nesta ação a Secretária de Estado de Recursos Humanos e Antigos Combatentes, Catarina Sarmento e Castro, o Secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Duarte Cordeiro, o Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas, Almirante Silva Ribeiro, os Chefes do Estado-Maior dos três Ramos das Forças Armadas e o Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina.



​Próxima missão: “apoiar o regresso às aulas"

O Ministro da Defesa Nacional relevou o papel das Forças Armadas, que “têm respondido sempre" às várias missões que lhes são atribuídas no combate à pandemia por Covid-19.

“Neste momento a emergência que se segue diz respeito ao apoio às escolas, a criar condições para que o 11º e 12º anos possam ter continuidade, em condições de segurança". Para isso, as o Ministério da Defesa está a trabalhar com o Ministério da Educação e com o Ministério da Saúde para apoiarem esse regresso as aulas, revelou João Gomes Cravinho, em declarações aos jornalistas.​​

As Forças Armadas têm constituídas 80 equipas de desinfeção (60 do Exército e 20 da Marinha), que já têm prestado vários apoios, nomeadamente na desinfeção de lares.​

Galeria de imagens


Partilhar
Conteúdo