Ir para o conteúdo principal

Dia da Defesa Nacional vai ter novidades

A 16.ª edição do Dia da Defesa Nacional foi apresentada em Vila Nova de Gaia. A iniciativa por onde já passaram mais de um milhão e duzentos mil jovens portugueses desde 2004, vai dar a possibilidade de passar mais tempo numa unidade militar.

Portal da Defesa na InternetInícioComunicaçãoNotíciasDia da Defesa Nacional vai ter novidades
08 de janeiro de 2020

A 16.ª edição do Dia da Defesa Nacional foi apresentada esta quarta-feira, em Vila Nova de Gaia.  A iniciativa por onde já passaram mais de um milhão e duzentos mil jovens portugueses desde 2004, vai dar a possibilidade de​ passar mais tempo numa unidade militar. 

O novo programa de atividades pretende ir ao encontro das expetativas manifestadas pelos jovens participantes do Dia da Defesa Nacional e aproximá-los ainda mais do conhecimento e experiência militar.



55% dos jovens de 18 anos que responderam aos inquéritos sobre o Dia da Defesa Nacional ao longo dos últimos 15 anos afirmaram que gostariam de passar uma semana numa unidade militar, para ter mais contacto com o dia-a-dia da vida militar.

Para o Ministro da Defesa Nacional, as atividades complementares do Dia da Defesa Nacional 2020, previstas no programa do governo e no Plano de Ação para a Profissionalização do Serviço Militar, são uma forma de “dar mais oportunidades aos curiosos de terem contacto com a vida militar, porque, pelas indicações que temos, quando sabem mais até gostam mais das Forças Armadas". Em declarações aos jornalistas presentes na cerimónia de apresentação da 16ª edição do Dia da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho acrescentou que se está a trabalhar num modelo “para que os jovens que queiram, sempre numa base voluntária, possam pernoitar numa instituição militar, possam assistir a treinos das nossas Forças Armadas, possam até ter uma experiência de uma semana".

​Outra iniciativa é o “Dia da Defesa Nacional vai aos museus", que permitirá aos jovens que em 2020 tenham cumprido o seu dever de comparência, ter acesso gratuito a uma unidade museológica militar (sugestão: colocar o link para o site Turismo Militar nas palavras “unidade museológica militar") à sua escolha.

Além das iniciativas complementares, são inaugurados este ano mais dois centros de divulgação aos trinta já existentes - Tavira e Castelo Branco - fazendo a Defesa Nacional chegar a mais localidades. 



Balanço da 15.ª edição

Durante a cerimónia que decorreu na Unidade de Apoio do Comando de Pessoal do Exército, em Vila Nova de Gaia, a equipa da Direção-Geral de Recursos do Ministério da Defesa Nacional divulgou os resultados da 15ª edição do Dia da Defesa Nacional.

Mais de 86 mil dos 104 320 jovens participantes de 2019 responderam aos inquéritos de satisfação, que continuam a demonstrar uma taxa de aceitação muito positiva do Dia da Defesa Nacional.



As conclusões dos inquéritos preenchidos pelos jovens mostram que 77,6% dos jovens gostaram ou gostaram muito do Dia da Defesa Nacional, enquanto 14,4% manifestaram uma opinião neutra. Mais de 70% concorda com a obrigatoriedade de participação no Dia da Defesa Nacional.

Entre os jovens inquiridos, apenas 1% afirmou considerar que não deveria existir nenhum mecanismo de transmissão de informação sobre a Defesa Nacional.

Questionados sobre se mudaram de opinião relativamente às Forças Armadas, 73,1% indicou que ficaram com uma melhor ideia.​


Interesse pela carreira militar 

Em 2019, 41,5% dos jovens que participaram no​ Dia da Defesa Nacional manifestaram interesse pela profissão militar.  Afunilando esta intenção de ingresso para os próximos 12 meses, 40% destes jovens pensa mesmo fazê-lo, o que para o Ministro da Defesa Nacional é um fator de “grande encorajamento" para o recrutamento militar.

À margem do evento onde esteve também a Secretária de Estado de Recursos Humanos e Antigos Combatentes, Catarina Sarmento e Castro, João Gomes Cravinho disse que as respostas “complexas" permitem conhecer melhor os jovens portugueses, as suas expetativas e ambições em termos de escolaridade e em termos profissionais, e acrescentou que o conhecimento dessa realidade é um fator de satisfação e também de responsabilidade, porque “significa que temos aqui trabalho a fazer".

O Dia da Defesa Nacional foi instituído em 2004, depois do fim do Serviço Militar Obrigatório, como dever militar e de cidadania, que  visa sensibilizar os jovens para a temática da Defesa Nacional e divulgar o papel das Forças Armadas, permitindo uma maior aproximação entre a sociedade civil e a instituição militar. Em 2011 passou a ser obrigatório a jovens de ambos os géneros e mais recentemente foi alargado às comunidades portuguesas residentes no estrangeiro.​

Vídeo

​​


Galeria de imagens

​​

Partilhar
Conteúdo