Ir para o conteúdo principal

Academia de Comunicações e Informação da NATO recebe visita do Ministro da Defesa Nacional

O Ministro da Defesa visitou as instalações e encontrou-se com alunos e staff da Academia, numa altura em que esta conta já com a presença de 836 estudantes

Portal da Defesa na InternetInícioComunicaçãoNotíciasAcademia de Comunicações e Informação da NATO recebe visita do Ministro da Defesa Nacional
09 de janeiro de 2020

​O Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho visitou esta 4ª feira, a Academia de Comunicações e Informação da NATO (NCI Academy, na sigla em inglês), em Oeiras, onde tomou contacto com as atividades de formação que ali se desenvolvem.

O Ministro da Defesa visitou as instalações e encontrou-se com alunos e staff da Academia, numa altura em que esta conta já com a presença de 836 estudantes, que no futuro poderão chegar aos 8 mil por ano “de todos os países da NATO e de alguns países parceiros“, quando a Academia estiver na sua “capacidade operacional final, no segundo semestre deste ano”, referiu o governante. 

João Gomes Cravinho reuniu também com o Diretor Geral da NCY Agency, Kevin Scheid e com a Direção da Academia, o Brigadeiro-General Luís Camelo Santos, futuro Comandante da Academia, e com o Coronel Viegas Nunes, Comandante cessante.  Uma reunião cujo objetivo foi avaliar em que ponto se encontra o processo de implementação da Academia de Comunicações e Informação da NATO, cuja “abertura em pleno” deverá ocorrer em meados de setembro deste ano.

O Ministro da Defesa realçou o “significado imediato” que as instalações têm para a economia local e acrescentou que “a constituição deste hub económico, onde convergem grandes empresas tecnológicas, universidades e a academia da NATO, cria um nicho de excelência para Portugal”.

João Gomes Cravinho destacou a importância de "alavancar" a academia do ponto de vista operacional, mas também político, considerando que a área da ‘ciberdefesa’ - uma das áreas de formação da NCI - é uma das mais relevantes para “a cooperação entre a União Europeia e a NATO”. 

O Ministro da Defesa referiu ainda que com a presidência portuguesa da União Europeia no primeiro semestre de 2021, “teremos também um projeto no âmbito da PESCO, da Cooperação Estruturada Permanente, liderada por Portugal, que tem a ver com o aproveitamento destas sinergias entre a União Europeia e a NATO e, portanto, estamos a pensar neste local, não apenas como uma instituição, da qual temos imenso orgulho, que é um privilégio ter no nosso território, mas também como algo que nos permite alavancar para o futuro a centralidade de Portugal numa matéria que é importantíssima para a defesa dos países da NATO e para todos os países”.

A transferência para Oeiras da Escola de Comunicações e Sistemas de Informação da NATO, anteriormente sediada em Latina, na Itália, resultou de um compromisso assumido em 2010 na sequência da reorganização dos comandos da Aliança Atlântica.

​A missão da Academia é gerir, coordenar e fornecer serviços de formação e treino individual para clientes da Agência, em apoio aos objetivos estratégicos, operacionais e comerciais da NATO e terá disponíveis cerca de 240 cursos nas suas instalações de treino em Oeiras, Mons, na Bélgica e Haia, na Holanda e inclui, também, cursos organizados pela Agência NCI, mas fornecidos por entidades do setor empresarial.

Partilhar
Conteúdo