Ir para o conteúdo principal

Conceito Estratégico de Defesa Nacional em destaque no IV Seminário de Defesa Nacional


Portal da Defesa na InternetDefesa NacionalComunicaçãoNotíciasConceito Estratégico de Defesa Nacional em destaque no IV Seminário de Defesa Nacional
18 de novembro de 2022

​“Sem ligações estáveis à produção de conhecimento e ao debate público, não é possível tomar decisões políticas sólidas", afirmou esta sexta-feira, Helena Carreiras, na 4ª edição do Seminário de Defesa Nacional, que decorreu nos dias 17 e 18 de novembro, no Instituto da Defesa Nacional (IDN), em Lisboa.

O evento contou com um dia de trabalhos reservado ao universo da Defesa durante o qual foram debatidas experiências e lições aprendidas nas participações das Forças Armadas em missões recentes, incluindo no contexto da UE e NATO. No segundo dia, aberto ao público, o foco esteve centrado na revisão do Conceito Estratégico de Defesa Nacional (CEDN). Na sua intervenção, a Ministra da Defesa Nacional destacou a importância do seminário ao longo dos anos, reforçada agora pelas alterações decorrentes da invasão da Ucrânia pela Rússia.

“As edições anteriores abordaram uma combinação de prioridades internas e geopolítica global, procurando compreender como as novas tendências e desenvolvimentos poderiam afetar tanto a defesa nacional como a segurança internacional. Hoje, realizamos esta quarta edição num contexto marcado por um acontecimento internacional definidor e por um processo nacional em curso: a guerra na Ucrânia, e a revisão do Conceito Estratégico de Defesa Nacional", disse.

À margem da discussão sobre as orientações estratégicas dos países europeus que participaram neste evento - Dinamarca, Reino Unido, Espanha, Países Baixos e Alemanha-, a governante afirmou que “sem ligações estáveis à produção de conhecimento e ao debate público, não é possível tomar decisões políticas sólidas. É vital continuar a promover um diálogo produtivo entre decisores, investigadores e profissionais, para desenvolver melhor o pensamento estratégico nacional e contribuir melhor para os debates internacionais em curso".

Recordando algumas das consequências resultantes da recente tragédia, a Ministra da Defesa assegurou que a resposta de Portugal, como Estado, “deverá ser estratégica no seu núcleo", o que requer “ter a capacidade de identificar o que está em falta, vontade de ir além dos ganhos a curto prazo, e ter visão para esculpir o futuro que se pretende alcançar". “É por esta razão que a edição deste ano do Seminário de Defesa Nacional tem lugar no contexto da revisão em curso do nosso próprio Conceito Estratégico de Defesa Nacional" assentiu.

No final da intervenção, referindo-se às sessões do dia, Helena Carreiras, apontou a importância de comparar estratégias capazes de incorporar as dinâmicas circundantes, sem perder o foco das prioridades nacionais, destacando, ainda, o objetivo do ciclo de eventos organizado pelo IDN, que pretende recolher contributos que possam ser incluídos no processo de revisão do CEDN. “Quisemos alcançar e explorar experiências semelhantes levadas a cabo pelos nossos Aliados e Parceiros. É por isso que as diferentes sessões ao longo desta manhã se concentrarão nos processos subjacentes a outras orientações estratégicas, em curso ou recentemente concluídas."

“Estou certa de que os debates aqui hoje ajudarão a assegurar que as nossas estratégias futuras sejam bem elaboradas e, mais importante ainda, que possam ser seguidas em breve por resultados eficazes", rematou.

O Seminário de Defesa Nacional, criado em 2019, é uma iniciativa da Ministra da Defesa Nacional organizada em parceria com o Instituto da Defesa Nacional, com o objetivo de promover debates vocacionados a esta área de soberania, reunindo intervenientes com ação direta na elaboração e execução de políticas de Defesa Nacional e de diversos profissionais com interesses nesta matéria.

Através deste evento anual, a Defesa procura identificar desafios relevantes para o seu universo e refletir sobre as possíveis respostas e soluções, enquanto continua a promover a aproximação à sociedade através da participação em debates cada vez mais alargados.

 


Reportagem​


​​

Partilhar
Conteúdo