Ir para o conteúdo principal

Portal da Defesa na Internet
Centro para a Defesa do Atlântico arranca a 21 de novembro

A cooperação internacional e a segurança em torno do Atlântico vão estar esta quinta-feira em debate num seminário que juntará em Lisboa cerca de 30 especialistas de 15 países

Portal da Defesa na InternetInícioComunicaçãoNotíciasCentro para a Defesa do Atlântico arranca a 21 de novembro
20 de novembro de 2019

A cooperação internacional e a segurança em torno do Atlântico vão estar esta quinta-feira em debate num seminário que juntará em Lisboa cerca de 30 especialistas de 15 países e que marcará o arranque do Centro para a Defesa do Atlântico.

A primeira parte do evento será restrita e abordará temas como a segurança marítima no Golfo da Guiné. Ao final do dia, terá lugar uma cerimónia pública, onde serão apresentadas as principais conclusões dos debates. A sessão de encerramento inclui ainda intervenções do Ministro dos Negócios Estrangeiros, da Cooperação e da Integração Africana do Togo, Robert Dussey, que é convidado de honra, e do Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho.

Anunciado ainda na legislatura anterior, o Centro para a Defesa do Atlântico funcionará como uma plataforma multinacional de referência para o desenvolvimento de medidas e capacidades de resposta a extremismos e violência, catástrofes naturais e atividades ilícitas no mar.

Com peritos e contribuições de um leque alargado de países e organizações internacionais, o Centro para a Defesa do Atlântico será uma ferramenta essencial para dar resposta aos desafios de segurança a nível regional e global, à medida que as ameaças se tornam mais transnacionais e não convencionais.

Desenvolvida pelo Ministério da Defesa Nacional desde 2018, a participação de Portugal na promoção e acolhimento do Centro para a Defesa do Atlântico, reafirma o papel  estratégico do país na discussão da importância do oceano Atlântico como espaço de diálogo, liberdade e segurança.

Partilhar

Conteúdo