Ir para o conteúdo principal

Risco máximo de incêndio leva ao terreno 150 militares para prevenção de incêndios

A Marinha e o Exército estão a empenhar até ao próximo dia 8 de setembro, 150 militares em ações de vigilância terrestre e patrulhamento dissuasor, por forma a minimizar o risco de incêndios florestais.

Portal da Defesa na InternetInícioComunicaçãoNotíciasRisco máximo de incêndio leva ao terreno 150 militares para prevenção de incêndios

04 de setembro de 2020 - Fonte: EMGFA

A Marinha e o Exército estão a empenhar, desde ontem, e até ao próximo dia 8 de setembro, 150 militares distribuídos por 10 patrulhas diárias, 2 da Marinha e 8 do Exército, em ações de vigilância terrestre e patrulhamento dissuasor, em 10 distritos de Portugal Continental, por forma a minimizar o risco de incêndios florestais.

As ações estão a decorrer nos distritos de Beja, Braga, Bragança, Castelo Branco, Faro, Guarda, Portalegre, Santarém, Viana do Castelo e Vila Real.

Este empenhamento resulta de um pedido da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), ao Estado-Maior-General das Forças Armadas (EMGFA).

Leia a notícia na íntegra aqui.



Partilhar
Conteúdo