Ir para o conteúdo principal

Militares Portugueses envolvidos em ação de combate na República Centro-Africana

A companhia portuguesa, que compõe a Força de Reação Rápida da Missão das Nações Unidas para a estabilização da República Centro-Africana foi projetada para participar numa operação na região de Bocaranga.

Portal da Defesa na InternetInícioComunicaçãoNotíciasMilitares Portugueses envolvidos em ação de combate na República Centro-Africana

03 de setembro de 2020 - Fonte: EMGFA

​A companhia portuguesa, que compõe a Força de Reação Rápida (Quick Reaction Force – QRF) da Missão Multidimensional Integrada das Nações Unidas para a estabilização da República Centro-Africana (MINUSCA), no cumprimento de ordens emanadas pelo Comando daquela operação de “capacetes azuis”, foi projetada, no final do mês de julho, para participar numa operação na região de Bocaranga, localizada 550 km a Noroeste da capital Bangui.

A missão prioritária da Força Portuguesa foi a proteção da população civil local, através da dissuasão e restrição de movimentos de elementos afetos ao grupo armado 3R (Regresso, Reclamação, Reconciliação), e contribuir para a melhoria da situação de segurança na região de Bocaranga.

​Esta operação da MINUSCA surgiu na sequência de vários ataques realizados por elementos do grupo armado 3R, contra civis, Forças Armadas Centro-Africanas e Forças da MINUSCA, que, em manifesto incumprimento com o estipulado nos Acordos de Paz assinados em fevereiro de 2019, entre o Governo da República Centro- Africana e os grupos armados, se encontrava a hostilizar a população e a operar fora da Região de Koui (cerca de 25 quilómetros a oeste de Bocaranga), à qual deveria estar circunscrito.

Aceda à notícia na íntegra e ao vídeo da operação na página do EMGFA aqui.

Partilhar
Conteúdo