Ir para o conteúdo principal

Lançamento do livro “Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas – 70 anos – 1950 a 2020”

Na presença do Presidente da República e do Ministro da Defesa Nacional, o Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas apresentou o livro que reúne as biografias dos 20 Oficiais-Generais que desempenharam o cargo desde 1950

Portal da Defesa na InternetInícioComunicaçãoNotíciasLançamento do livro “Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas – 70 anos – 1950 a 2020”

26 de fevereiro de 2021 - Fonte: EMGFA

​Realizou-se esta sexta-feira, no Instituto Universitário Militar (IUM) - em Lisboa, a cerimónia de lançamento do livro “Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas – 70 anos – 1950 a 2020”, presidida pelo Presidente da República e Comandante Supremo das Forças Armadas, Marcelo Rebelo de Sousa.
O evento foi iniciado com uma breve apresentação do Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas, Almirante Silva Ribeiro, que agradeceu a colaboração dos antigos Chefes de Estado Maior General das Forças Armadas (CEMGFA) e afirmou esperar que a obra constitua “um louvor” para todos os que “serviram Portugal com brio e relevância”.
Na apresentação da obra, prefaciada por Marcelo Rebelo de Sousa, o Ministro João Gomes Cravinho começou por felicitar o Chefe de Estado-Maior-General das Forças Armadas, e o Estado-Maior-General das Forças Armadas, pela elaboração e publicação de uma “importante e elegante obra”, salientando que “ao conhecermos e estudarmos a História, estamos, evidentemente, não apenas a compreender as dinâmicas e os caminhos do passado, mas a responder a interrogações sobre o presente e a iluminar caminhos para o futuro”.
Numa palavra de homenagem dirigida ao atual CEMGFA e aos seus antecessores, o Ministro sublinhou o empenho de todos em acompanhar as mudanças do seu tempo, muitas vezes em contexto de “mudanças aceleradas e multidimensionais e de lhes dar a melhor resposta através da otimização da organização das Forças Armadas”, dando como exemplo a resposta nacional à atual pandemia de Covid-19.
Garantiu ainda: “podem contar com o Ministro da Defesa para esse esforço, com o reforço gradual, responsável, e, portanto, sustentável, do investimento em defesa, que é um seguro indispensável contra todos os riscos para o nosso país. E podem contar com o reforço equilibrado da competência deste cargo que aqui celebramos, para que sejam consentâneos com as exigências que sobre ele impendem”.
O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que encerrou a cerimónia de apresentação do livro, do qual assina o prefácio, reforçou, de igual modo, a importância do cargo de CEMGFA e fez votos de que o processo de “reformulação do papel do Estado-Maior-General das Forças Armadas”, lançado pela tutela, e que “envolveu e envolve chefias militares” seja bem-sucedido.
A cerimónia de apresentação do livro “Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas – 70 anos – 1950 a 2020” contou ainda com a presença do antigo Presidente da República e ex-Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas, General Ramalho Eanes, dos Chefes de Estado-Maior da Armada, do Exército e da Força Aérea, do Comandante do Instituto Universitário Militar e de outras entidades civis e militares.​


Galeria de imagens

​​

Partilhar
Conteúdo