Ir para o conteúdo principal

Espanha, Roménia e Turquia declaram intenção de aderir ao Centro de Excelência “NATO MGEOMETOC” em Portugal

O Centro de Excelência NATO Maritime GEOMETOC irá apoiar o desenvolvimento de capacidades e as operações marítimas da NATO.

Portal da Defesa na InternetInícioComunicaçãoNotíciasEspanha, Roménia e Turquia declaram intenção de aderir ao Centro de Excelência “NATO MGEOMETOC” em Portugal

13 de fevereiro de 2020 - Fonte: EMGFA

​​A Espanha, a Roménia e a Turquia foram as três primeiras nações aliadas a declarar formalmente a intenção de aderir ao Centro de Excelência da NATO em informação Marítima Geoespacial, Meteorológica e Oceanográfica (MGEOMETOC) em Portugal, na 2ª Conferência do estabelecimento deste centro, que decorreu entre os dias 11 e 13 de fevereiro, no Instituto Hidrográfico da Marinha Portuguesa.

Esta conferência teve como objetivo receber as candidaturas dos países membros da NATO e rever os documentos que formam a base jurídica daquele que será o primeiro centro de excelência da Aliança Atlântica em território nacional. 

A sua edificação em Portugal surge na sequência da proposta submetida pelo Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas (CEMGFA) e representante de Portugal no Comité Militar da NATO, Almirante António Silva Ribeiro, ao “Supreme Allied Commander Transformation (SACT)”, tendo em vista a acreditação pela NATO do Centro Marítimo GEOMETOC português, alargando a base de participação a outras nações aliadas.

Este centro de excelência irá apoiar o desenvolvimento de capacidades e as operações marítimas da NATO, inserindo-se no Objetivo Estratégico de “Incrementar o contributo das Forças Armadas para a ação externa da Defesa Nacional”, da Diretiva Estratégica do CEMGFA para 2018-2021.

A conferência contou com a presença do Ministro da Defesa Nacional, Professor Doutor João Gomes Cravinho, do Chefe do Estado-Maior da Armada, Almirante António Mendes Calado, do Diretor de Comunicações e Sistemas de Informação do EMGFA, Brigadeiro-general João Campos Rocha (em representação do Almirante CEMGFA), e do representante do SACT, Coronel Francesco Pacillo, entre outras entidades civis e militares. 

Partilhar
Conteúdo