Ir para o conteúdo principal

Ministro visita Centro de Operações Marítimas e elogia a capacidade de adaptação das Forças Armadas

​João Gomes Cravinho visitou esta quarta-feira o COMAR, na Base Naval de Lisboa, para se inteirar do trabalho que a Marinha tem vindo a desenvolver no combate à Covid-19.

Portal da Defesa na InternetInícioComunicaçãoNotíciasMinistro visita Centro de Operações Marítimas e elogia a capacidade de adaptação das Forças Armadas
06 de maio de 2020

​João Gomes Cravinho visitou esta quarta-feira o COMAR, na Base Naval de Lisboa, para se inteirar do trabalho que a Marinha tem vindo a desenvolver no combate à Covid-19. Aqui teve ainda oportunidade de contactar, por videoconferência, com a guarnição dos navios portugueses que, apesar da pandemia, se mantêm em missão nos Açores, na Madeira e em São Tomé e Príncipe. 

O Ministro da Defesa Nacional constatou que, a par de todo o apoio que também a Marinha tem dado no combate ao novo coronavírus, com a criação do protótipo de um ventilador de baixo custo, por exemplo, e com a disponibilização de um centro de acolhimento temporário, na Base Naval de Lisboa, com capacidade para acolher até 350 pessoas, a Marinha continua a assegurar a manutenção e operacionalização de todas as missões em que está envolvida. “É muito importante recordar que enquanto isto tudo está a acontecer as missões de sempre continuam. A defesa das nossas águas, a vigilância, as missões de busca e salvamento têm continuado e a esse respeito também a Marinha e a Força Aérea têm sido exímias, têm respondido de uma forma absolutamente perfeita", frisou o Ministro.

Gomes Cravinho reforçou também a ideia de que as Forças Armadas Portuguesas têm tido uma atuação notável no combate à pandemia da Covid-19. “Temos vindo a acompanhar o que se tem vindo a passar nos países aliados da NATO e na União Europeia e o que verificamos é que as nossas Forças Armadas têm um envolvimento muito superior àquilo que é a realidade na maior parte dos países amigos e parceiros". 

Na visita, onde ficou também a conhecer os últimos dados do Centro de Busca e Salvamento da Marinha, que revelam que em 2019 mais de 300 pessoas foram resgatadas ao mar, o Ministro elogiou ainda a versatilidade dos militares portugueses "em relação ao que se passou até agora, o que posso notar com grande satisfação é a capacidade das Forças Armadas para se adaptarem muito rapidamente, de forma sistemática e planeada a uma situação inteiramente inopinada, que ninguém estava à espera".​

​Galeria de imagens



Partilhar
Conteúdo