Ir para o conteúdo principal

Portal da Defesa na Internet
Militares da 5ª Força Nacional Destacada na República Centro-Africana condecorados

23 de outubro de 2019

O Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, presidiu à cerimónia de condecorações

Portal da Defesa na InternetInícioComunicaçãoNotíciasMilitares da 5ª Força Nacional Destacada na República Centro-Africana condecorados

O Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, presidiu hoje à cerimónia de condecorações, atribuídas pelo Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas, aos militares da 5ª Força Nacional Destacada na República Centro-Africana.

O Ministro da Defesa expressou o reconhecimento público que é devido às Forças Armadas e que passa de forma muito clara pelo seu “desempenho superior em missões internacionais”, que importa dar a conhecer, reconhecendo a obrigação de criar consciência, “junto dos portugueses, das exigências que a carreira militar impõe naqueles que servem o país”.

A participação portuguesa na República Centro-Africana é uma das missões de maior visibilidade, em teatros internacionais, e uma das que tem mais impacto no terreno, como o Ministro da Defesa teve oportunidade de presenciar quando visitou esta Força, em Bangui, no passado mês de julho, e de “verificar em primeira-mão as dificuldades deste, que é, um dos cenários operacionais de maior exigência que as nossas Forças enfrentam em Democracia".

Na cerimónia que teve lugar no Salão Nobre do Ministério da Defesa Nacional, “o extraordinário espírito de corpo que a Força soube manter após o trágico acidente de que foi vítima o Soldado Camará” foi evidenciado por João Gomes Cravinho, que destacou o facto de a presença portuguesa neste teatro de operações ser “um elemento central para esse objetivo de reforçar o Estado no vasto território da República Centro-Africana, onde a disponibilidade dos militares portugueses para atuar na proteção de civis e na manutenção da paz “é apreciada pelas populações” e expressa “nos gestos de carinho e apreço manifestados pelas populações”, tornando evidente o contributo para que o país recupere “a estabilidade e o bem-estar”.

Aos familiares dos militares, presentes na cerimónia, o Ministro da Defesa evidenciou o apoio “absolutamente essencial para a forma dedicada e profissional como cada um cumpre as recorrentes e complexas missões que lhes são confiadas” e por isso “a todos deixo o nosso agradecimento sentido” em que “através de exemplos de sacrifício e abnegação, como são os de cada família aqui presente e de muitas outras, que se valoriza e dignifica a opção militar”, disse.

O Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas dirigiu-se aos militares com “sentimento de orgulho pelos resultados alcançados” e o “profundo respeito pela forma digna e competente como serviram Portugal na República Centro-Africana”.

Os 24 militares condecorados, entre eles o Soldado Aliu Camará, receberam as Medalhas de Serviços Distintos, Medalha de Mérito Militar e Medalha da Cruz de S. Jorge, que se destina a premiar serviços notáveis prestados por militares e civis no Estado-Maior-General das Forças Armadas ou em benefício das Forças Armadas Portuguesas.

Foram impostas condecorações aos militares que serviram na República Centro-Africana, pelo Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, pelo Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas, Almirante António Silva Ribeiro, pela Secretária de Estado da Defesa Nacional, Ana Santos Pinto e pelos Chefes do Estado-Maior do Exército e da Força Aérea.

Partilhar

Conteúdo