Ir para o conteúdo principal

Entrega de espadas a 50 novos Oficiais do Exército

Decorreu hoje, na Academia Militar, em Lisboa, a cerimónia de entrega de espadas aos 50 novos oficiais dos quadros permanentes do Exército

Portal da Defesa na InternetInícioComunicaçãoNotíciasEntrega de espadas a 50 novos Oficiais do Exército
01 de outubro de 2020

A cerimónia, presidida pelo Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, contou com a presença do Chefe do Estado-Maior do Exército, General Nunes da Fonseca, e simboliza o fim do percurso de estudos dos 50 alunos, agora oficiais.

Na sua alocação, o Ministro da Defesa Nacional afirmou sentir uma enorme “honra e privilégio aceitar, em nome do Governo, estes novos oficiais no seio da família militar” e desejou a todos “um percurso que honre e dignifique as Forças Armadas e que dignifique o nome de Portugal”.

João Gomes Cravinho lembrou a “herança de nobres homens e mulheres que aqui [Academia Militar] se formaram, que aqui comandaram e que aqui se comprometeram em ser parte estruturante de um futuro melhor para o nosso país”.

O Ministro da Defesa referiu os “bons exemplos” de projetos de inovação tecnológica, ou de parcerias internacionais promovidos pela Academia Militar, como o Sistema de Combate do Soldado ou a criação do hub formativo e de treino da Ciberdefesa, “em boa medida fruto da liderança esclarecida da Academia Militar”. Defendeu ainda que “esse é o caminho” e não duvida “que o futuro nos dará cada vez mais exemplos destas parcerias”.

Durante a cerimónia foi também entregue o Prémio “Ministro da Defesa Nacional”, instituído em 1991, que distingue o aluno com melhor classificação final entre todos os alunos dos Países de Língua Oficial Portuguesa. O Ministro da Defesa saudou os novos oficiais de Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Moçambique e Angola “que continuam a honrar-nos com a sua presença na Academia Militar”, fazendo votos para que a sua integração “permita reforçar os laços de cooperação estreitos que Portugal mantém com os países de língua portuguesa”.

A Academia Militar é um estabelecimento de ensino superior público universitário militar que desenvolve atividades de ensino, de investigação e de apoio à comunidade, com a finalidade essencial de formar oficiais destinados aos quadros permanentes das armas e serviços do Exército e da Guarda Nacional Republicana, conferindo o grau de mestre nas diferentes especialidades. Tem as suas origens na "Lição de Artilharia e Esquadria", criada por decreto de D. João IV, a 13 de maio de 1641, considerada como a “primeira escola de ensino militar de formação de oficiais do Exército em Portugal”.

​​Galeria de imagens



Partilhar
Conteúdo