Ir para o conteúdo principal

Defesa Nacional associa-se à campanha Portugal Chama

O Ministério da Defesa Nacional, através do Estado-Maior-General das Forças Armadas, empenha diariamente 108 militares em ações de patrulhamento e prevenção de incêndios, em associação à campanha Portugal Chama.

Portal da Defesa na InternetInícioComunicaçãoNotíciasDefesa Nacional associa-se à campanha Portugal Chama
30 de julho de 2020

Com um património florestal e agrícola que representam 97% do território, Portugal é dos países europeus com maior percentagem de área florestal. O Ministério da Defesa Nacional, através do Estado-Maior-General das Forças Armadas, empenha diariamente 108 militares em ações de patrulhamento e prevenção de incêndios, em associação à campanha Portugal Chama.

Os militares, pertencentes aos três ramos das Forças Armadas e distribuídos por 36 patrulhas estarão diariamente empenhados, ao abrigo do Protocolo Faunos, até 30 de setembro, na vigilância das florestas e na sensibilização da população para a prevenção de incêndios florestais.  Durante este período, o dispositivo conta ainda com uma aeronave P-3C CUP+ e com drones da Força Aérea, que irão cobrir todo o território nacional. 

Em situações de maior risco de incêndio, as patrulhas poderão ser reforçadas com militares do Exército e da Marinha.

A campanha “Portugal Chama”, à qual o Ministério da Defesa Nacional e as Forças Armadas se juntam, é desenvolvida pela AGIF (Agência para a Gestão Integrada de Fogos Rurais), decorre em todo o país e assenta no apelo à mobilização de todos os portugueses na prevenção e no combate aos incêndios florestais.

Portugal Chama. Por si. Por todos. É o lema da campanha que pretende contribuir para um país protegido de incêndios rurais graves. 

Para mais informações aceda ao site do Portugal Chama.​

Partilhar
Conteúdo