Ir para o conteúdo principal

Defesa Nacional associa-se à campanha Portugal Chama

Mais de dois terços dos incêndios rurais em Portugal têm origem em queimas ou em queimadas, que requerem autorização para ser realizadas.

Portal da Defesa na InternetInícioComunicaçãoNotíciasDefesa Nacional associa-se à campanha Portugal Chama
03 de setembro de 2020

Mais de dois terços dos incêndios rurais em Portugal têm origem em queimas ou em queimadas, que requerem autorização para ser realizadas. O Ministério da Defesa Nacional e as Forças Armadas associam-se à campanha Portugal Chama numa ação de prevenção e de luta contra os incêndios no nosso país.

A realização de queimas ou de queimadas obriga a um pedido prévio de autorização (link), incorrendo no crime de incêndio intencional, com moldura penal agravada, quem não tenha efetuado o requerimento e tenha sido autorizado a fazê-lo. 

Portugal Chama pretende alertar para este e para outros comportamentos de risco que todos os anos levam ao devassamento do nosso território e à perda de vidas.

Esta campanha, desenvolvida pela AGIF (Agência para a Gestão Integrada de Fogos Rurais) decorre em todo o país e assenta no apelo à mobilização de todos os portugueses na preservação do seu património, através da prevenção e do combate aos incêndios florestais.

Portugal Chama. Por si. Por todos. É o lema da campanha que pretende contribuir para um país protegido de incêndios rurais graves. 


20200903_MDN_PC1.png
​​

Partilhar
Conteúdo