Ir para o conteúdo principal

Prémio Defesa Nacional e Ambiente 2015

​​​Estação de Radar n.º 4 - Força Aérea Portuguesa


“Preservar, para mais longe alcançar”


A candidatura da Estação de Radar n.º 4 (ER4) ao Prémio Defesa Nacional e Ambiente simboliza a dedicação desenvolvida por esta Unidade em assumir uma prática ambiental mais sustentável e um respeito pela biodiversidade do meio em que se insere. Tendo em conta que a Unidade é recente na Força Aérea, realça-se nesta candidatura a criação de documentação ao nível da implementação de um Sistema de Gestão Ambiental (SGA) nesta infraestrutura militar, assim como fomentar a participação de todo o pessoal afeto à Unidade nas temáticas ambientais. Neste sentido, foram realizadas atividades que permitiram ir ao encontro deste desafio:

a) Criação de um parque de Armazenamento Temporário de Resíduos Industriais Local (PATRIL), onde se destaca a criação de um Sistema de Gestão de Resíduos;

b) Beneficiação do sistema de abastecimento de água (existente) para consumo interno da unidade e externo à mesma (Cafetaria - Património pertencente ao Governo Regional), assim como efetuar o tratamento dessa água, cumprindo desse modo a legislação regional em vigor;

c) Ações de sensibilização ambiental, junto dos militares da ER4, como a formação / sensibilização acerca do trabalho efetuado pelo Serviço do Parque Natural da Madeira, na área protegida onde a Unidade se encontra inserida.

d) Projetos relacionados com a eficiência e eficácia energética, tendo por isso sido remodelada toda a iluminação exterior da Unidade por aparelhos equipados com LEDs (baixo consumo e durabilidade), para além da substituição da iluminação existente no interior da radome, por aparelhos também equipados por LEDs garantindo-se uma melhor e mais adequada iluminação neste local.

A ação da ER4 não se fez sentir apenas no seu interior, uma vez que várias foram as ações que se destinaram ou envolveram a comunidade em que a Unidade se insere. A interação passou por promover uma relação estreita com outras organizações públicas como o Serviço do Parque Natural da Madeira (SPNM) e a Direção Regional de Floresta e Conservação da Natureza (DRFCN). Essas relações têm como objetivo primário perceber o quanto essas entidades são importantes para a preservação da biodiversidade mundial, travando a sua perda, promovendo um desenvolvimento sustentável.

Retirado do livro "25 Anos Prémio Defesa Nacional e Ambiente". Edição: Ministério da Defesa Nacional

Partilhar
Conteúdo