Ir para o conteúdo principal

Prémio Defesa Nacional e Ambiente 2014

​​​​​Unidade de Apoio​ ao Reduto Gomes Freire - EMGFA


“Eficiência Energética como Motor para um Sistema de Gestão Ambiental na Unidade de Apoio ao Reduto Gomes Freire​​”

Pela importância que lhe tem vindo a ser conferida, a eficiência energética já não pode ser considerada, em definitivo, como um vocábulo sem história para a sociedade em que estamos inseridos.

A discussão suscitada em torno do seu crescente interesse determina o adequado enquadramento numa componente interpretativa geradora de comportamentos que não podem ser pautados pela indiferença ou passividade. Nas últimas duas décadas o conceito de eficiência energética tem vindo progressivamente a constituir um elemento integrante da vivência quotidiana dos indivíduos, grupos, organizações, estados e sociedade internacional, sendo associado a preocupações evidenciadas numa dupla perspetiva: a sustentabilidade do ambiente e a vertente economicista inerente à redução de custos.

O presente trabalho representa a descrição do carácter relacional entre os desígnios da eficiência energética, agregada ao princípio altruísta da sustentabilidade ambiental, e o contributo que a Unidade de Apoio ao Reduto Gomes Freire (UARGF), adentro dos seus limitados recursos, tem aportado para a redução do consumo de energia, através da implementação de um portefólio de medidas, cujo impacto não seja circunscrito ao Reduto Gomes Freire, mas também através da sua difusão, possam constituir um exemplo de uma política energética, que se requer mais abrangente não se restringindo às Forças Armadas, e que pelos virtuosismos que comporta possa transbordar as suas fronteiras, nomeadamente através do seu aproveitamento para a implementação em organismos públicos, militares e privados e para desenvolvimentos na esfera do ambiente académico.

Retirado do livro "25 Anos Prémio Defesa Nacional e Ambiente". Edição: Ministério da Defesa Nacional



Partilhar
Conteúdo