Ir para o conteúdo principal

Prémio Defesa Nacional e Ambiente 2004

​Instituto Hidrográfico - Marinha Portuguesa


“Reabilitação das Instalações da Azinheira”


O Instituto Hidrográfico (IH) está desde a sua origem intimamente ligado às Ciências que estudam o Oceano e, de uma forma geral, a todos os espaços marítimos. Tal facto levou a que cedo se desenvolvesse o conhecimento sobre os vários recursos ambientais e as agressões a que o meio marinho está permanentemente sujeito. A atividade da Divisão de Química e Poluição do Meio Marinho é uma evidência deste facto, prestando serviços de apoio na área da monitorização ambiental e do combate à poluição.

Este conhecimento, a par com uma forte sensibilização no plano pessoal, material e financeiro, pautou, desde cedo, por uma forma de agir responsável e preocupada com as inúmeras questões que envolvem o meio ambiente.

As Instalações da Azinheira (IA) são disto um fiel exemplo. Desde 1993, altura em que aquelas instalações passaram para a responsabilidade do IH, que se iniciou um conjunto de ações com a finalidade de reabilitar uma tão vasta zona que se encontrava devoluta e degradada. Os trabalhos e obras de remodelação, duraram cerca de um ano e tiveram, como finalidade, instalar os serviços que complementam a Missão do IH e, simultaneamente, transformar a área de forma harmoniosa e consentânea com as exigências ambientais da zona onde se insere. Este trabalho de candidatura surge de forma natural com o culminar de trabalhos de reabilitação das instalações, refletindo as preocupações e cuidados ambientais, cívica e moralmente inerentes, e porque não, exigíveis.

Em 26 de Janeiro de 1993, fruto de um conjunto de diligências efetuadas pelo Instituto Hidrográfico com o apoio da Direção Geral das Infraestruturas do Ministério da Defesa Nacional (DGIMDN), o Secretário de Estado da Defesa Nacional atribuiu à Marinha e ao Instituto Hidrográfico as antigas Instalações da Azinheira.

Em 19 de Abril de 1993, iniciou-se a primeira fase das obras de reabilitação e adaptação das infraestruturas aos seus serviços de apoio, nomeadamente às oficinas e embarcações, tendo sido concluída em 1 de junho de 1994. As ações subsequentes levaram à remodelação e reconstrução dos quatro restantes edifícios que não foram contemplados inicialmente, tendo esta última fase terminado em janeiro de 2004.

Retirado do livro "25 Anos Prémio Defesa Nacional e Ambiente". Edição: Ministério da Defesa Nacional


Partilhar
Conteúdo