Ir para o conteúdo principal

Prémio Defesa Nacional e Ambiente 1993

​​Regimento de Infantaria de Beja - Exército Português​


“Recolha de Azola em Mértola”

​​​


Em 7 de Abril de 1993, pescadores de Mértola detetaram no Rio Guadiana a presença de “Azola", uma planta aquática de pequenas dimensões, que teria encontrado num excesso de fosfatos e orto-fosfatos existentes nas águas do Guadiana as condições ideais para a sua acelerada reprodução.  Imediatamente, a Câmara Municipal de Mértola, com o auxílio de pescadores locais, estendeu redes no rio para travar o avanço da Azola.

Em 16 de Abril, a  Delegada Regional do Ambiente solicitou o apoio da Região Militar Sul, para a recolha da Azola e, paralelamente, a Câmara Municipal de Mértola solicitou o apoio aos Serviços Hidráulicos do Sul e à Direção-Geral de Marinha.

Em 17 de Abril iniciaram-se os trabalhos de recolha, tendo sido empregues elementos e meios da Câmara Municipal de Mértola, da Marinha e do Exército.  Esta intervenção foi suspensa, em 23 de Abril, a pedido da Direção Regional do Ambiente/Évora.

O Exército participou com uma equipa formada por um Oficial, um Sargento e 16 Praças do Regimento de Infantaria de Beja (RIBe), tendo fornecido alojamento, no seu aquartelamento, a um Pelotão do Corpo de Fuzileiros, composto por 24 elementos, que também participou na ação de recolha. A atuação dos elementos do Exército, embora sem a preparação, fardamento e equipamentos mais adequados a este tipo de operações, em paralelo com os elementos da Armada, mereceu o público reconhecimento, pelas Entidades Civis e pela população em geral.

A RTP fez a cobertura da ação, no dia 17 de Abril, tendo sido referido na reportagem o emprego das Forças Armadas em ações deste tipo.

O jornal “Público", na sua publicação de 17 de Abril referia a participação da Exército, através de elementos do RIBe e da Marinha, através de um pelotão de Fuzileiros.

A nível militar, esta ação foi capa da “Revista da Armada" de Junho de 1993, não sendo a ação dos elementos do Exército, ou o apoio prestado, nomeadamente em alojamento, claramente referenciados. 

Retirado do livro "25 Anos Prémio Defesa Nacional e Ambiente". Edição: Ministério da Defesa Nacional


Partilhar
Conteúdo