Ir para o conteúdo principal

Ministro da Defesa de Moçambique, Jaime Bessa Neto, de visita a Portugal

O Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, recebeu hoje o seu homólogo de Moçambique

Portal da Defesa na InternetInícioComunicaçãoNotíciasMinistro da Defesa de Moçambique, Jaime Bessa Neto, de visita a Portugal
10 de maio de 2021

​O Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, recebeu hoje o seu homólogo de Moçambique, Jaime Bessa Neto, no Forte de São Julião da Barra, em Oeiras, onde foi assinado o novo “Programa-Quadro de Cooperação no Domínio da Defesa​​" entre os dois países.

O Ministro da Defesa português referiu que, nesta “visita há muito esperada" e várias vezes adiada devido à pandemia, “tivemos oportunidade de assinar o Programa-Quadro de Cooperação" entre os dois países, “no domínio da defesa para os próximos cinco anos".

João Gomes Cravinho afirmou que este é um “Programa-Quadro que tem elementos de continuidade e elementos de evolução", e que houve “a oportunidade para fazer a atualização do programa de cooperação, de acordo com aquilo que são os desafios atuais". Em resultado disso, “o Programa-Quadro terá uma quadruplicação dos efetivos portugueses a trabalhar com as suas contrapartes em Moçambique" e “adicionou-se um projeto importante de formação de militares das forças especiais moçambicanas em Catembe e em Chimoio"

“Portugal e Moçambique são países irmãos" e “têm uma cooperação muito próxima, no domínio militar, há mais de 30 anos e vários dos elementos dessa cooperação terão continuidade nestes próximos anos" destacou o Ministro da Defesa Nacional.

João Gomes Cravinho sublinhou também a “grande satisfação" com que é assinalado este momento “coincidindo aliás, com o dia, que em Catembe, se iniciam as atividades de formação de fuzileiros".

“É com muita expectativa que antevemos os próximos 5 anos de cooperação entre Portugal e Moçambique, sempre numa lógica de abertura, de flexibilidade, a partir de uma base de trabalho muito consolidada, que é o programa-quadro de cooperação e a disponibilidade para nos adaptarmos às circunstâncias à medida que elas o exijam", concluiu o Ministro da Defesa Nacional.



 ​


Partilhar
Conteúdo