Ir para o conteúdo principal

Ministro da Defesa Nacional participou na Conferência “Making Best Use of the Coordinated Annual Review on Defence in National Defence Planning”

Coorganizada pela Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia e pela Agência Europeia de Defesa (EDA)

Portal da Defesa na InternetInícioComunicaçãoNotíciasMinistro da Defesa Nacional participou na Conferência “Making Best Use of the Coordinated Annual Review on Defence in National Defence Planning”
09 de março de 2021

O Ministro da Defesa Nacional participou, esta manhã, na Conferência “Making Best Use of the Coordinated Annual Review on Defence (CARD) in National Defence Planning", coorganizada pela Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia e pela Agência Europeia de Defesa (EDA). 

Na sua intervenção, o Ministro João Gomes Cravinho, sublinhou a importância de se garantir um investimento europeu na Defesa, crescente e sustentável, que assegure a segurança coletiva contra diferentes tipos de riscos e ameaças, e que se constitua como um contributo relevante para a recuperação económica e para a inovação tecnológica na União Europeia. 

Neste primeiro dia de Seminário foi relembrada a conclusão evidenciada no relatório do CARD, quanto ao panorama fragmentado da defesa europeia, nomeadamente na diversidade de equipamentos e nos diferentes níveis de modernização existentes.

Reforçar a abordagem cooperativa será, por isso, uma prioridade que permitirá construir uma defesa europeia mais forte, respondendo em conjunto às lacunas de capacidades identificadas.

Uma abordagem tanto mais relevante quanto permita, não só reforçar a capacidade de defesa europeia, mas contribuir também para a defesa da NATO, que integra 21 dos Estados-Membros da UE. 

Portugal considera especialmente promissoras as recomendações do CARD 2019-2020 sobre os sistemas de soldados, navio de superfície de patrulha europeia, Defesa no espaço e melhoria da mobilidade militar, assim como o desenvolvimento de uma capacidade europeia que permita combater os sistemas de veículos aéreos não tripulados (UAS), para melhor proteção das Forças. 

O Ministro da Defesa Nacional reforçou ainda a ideia de que, para o CARD ter efetivamente um valor real, se torna necessário que os EM e as instituições da UE sigam as recomendações, com ações concretas, designadamente numa melhor sincronização do seu planeamento de defesa, assegurando a interoperabilidade europeia e a prontidão operacional no futuro.

Estas recomendações deverão também ser tidas em conta ao nível do planeamento nacional de defesa,  de forma a fazerem-se refletir nas propostas da quarta vaga da Cooperação Estruturada Permanente (PESCO) e do futuro Fundo Europeu de Defesa. 

No passado mês de novembro, os Ministros da Defesa da UE aprovaram as recomendações do CARD relacionadas com a despesa, planeamento e cooperação em Defesa, num sinal do compromisso político europeu nesta matéria.​

Relatório da conferência disponível aqui

​​Vídeo da participação do Ministro João Gomes Cravinho


Partilhar
Conteúdo