Ir para o conteúdo principal

Fragata Corte-Real em missão de escolta a porta-aviões francês

180 militares portugueses partiram este domingo para mais de um mês de missão a bordo da Fragata Corte-Real. O navio da Marinha vai integrar até 15 de abril a escolta do porta-aviões francês Charles de Gaulle no Atlântico e Mar do Norte.

Portal da Defesa na InternetInícioComunicaçãoNotíciasFragata Corte-Real em missão de escolta a porta-aviões francês
08 de março de 2020

​Um grupo de 180 militares portugueses partiu este domingo para mais de um mês de missão a bordo da Fragata Corte-Real. O navio da Marinha vai integrar até 15 de abril a escolta do porta-aviões francês Charles de Gaulle (operação GAN20) numa série de exercícios no Atlântico e Mar do Norte.

Além do navio português comandado pelo capitão-de-fragata António Jacinto Coelho Gomes, incluem-se meios de Espanha, Alemanha, Bélgica, Holanda e Dinamarca.

A cerimónia de despedida dos militares decorreu na Base Naval de Lisboa e contou com a participação do Secretário de Estado Adjunto e da Defesa Nacional, Jorge Seguro Sanches, que sublinhou a relevância do contributo português para este tipo de missões e a importância destes exercícios para garantir uma capacidade de resposta eficaz aos desafios e perigos próprios de um mundo em constante mudança.

Seguro Sanches deixou ainda uma mensagem especial às 27 mulheres que integram a guarnição do navio Corte-Real, no âmbito do Dia Internacional da Mulher que se assinala este domingo, 8 de março. O Secretário de Estado destacou o crescimento da presença feminina na Defesa Nacional e nas fileiras das Forças Armadas, afirmando que é essencial continuar a trabalhar para que esses números continuem a aumentar.


​Galeria de imagens

Imagens: Estado-Maior-General das Forças Armadas

​​


Partilhar
Conteúdo